Notícias

Atlético obtém Licença de Instalação e poderá dar início às obras da Arena MRV

Por Redação, 20/12/2019 às 15:50
atualizado em: 20/12/2019 às 16:49

Texto:

Foto: Divulgação/Atlético
Divulgação/Atlético

O sonho do Atlético de ter um estádio próprio enfim se concretizou. Em reunião no Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam), na tarde desta sexta-feira, o clube alvinegro obteve, por unanimidade, – 13 votos a zero – a Licença de Instalação (LI) para dar início às obras da Arena MRV.

A Arena MRV terá capacidade para 47 mil torcedores e teve um custo estimado inicialmente em R$ 410 milhões, mas devido à atualização monetária nos últimos dois anos e às despesas que foram acrescentadas ao longo do processo de obtenção da Licença de Instalação (como as intervenções viárias na região onde o estádio será erguido - estimadas em R$ 80 milhões), o novo valor para a construção do estádio passará para cerca de R$ 525 milhões, de acordo com o diretor-executivo da Arena MRV, Bruno Muzzi. De acordo com o Atlético, nenhum centavo sairá do futebol.

Se os custos da obra aumentaram, o valor obtido com a venda de 50,1% do shopping Diamond Mall para a Multiplan, em setembro de 2017, também subiu. Os R$ 250 milhões renderam no período e hoje já é R$ 293 milhões, também de acordo com Bruno Muzzi. O restante do dinheiro será captado por meio da venda do naming rights (a MRV comprou os direitos por R$ 60 milhões) e da comercialização de cerca de 4.700 cadeiras cativas do estádio por R$ 100 milhões (60% do valor já foi garantido pelo banco BMG).

No encontro desta sexta, os representantes do Comam analisaram as 50 condicionantes que o Atlético teve que cumprir, além de outras cinco medidas compensatórias de licenciamento ambiental apresentadas pelo clube alvinegro. 

Antes desta etapa, o Atlético já havia conseguido a aprovação, por unanimidade, do Projeto de Lei 817/19, que trata da “desafetação da área e reparcelamento do solo" da Arena MRV. O projeto, de autoria do prefeito Alexandre Kalil (PSD), passou em dois turnos na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH).

Dentre as medidas compensatórias, está melhorias no trânsito na região onde o estádio será construído, às margens da Via Expressa, sentido Contagem, no bairro Califórnia, na região Noroeste de Belo Horizonte. O Atlético, inclusive, já havia divulgado um projeto com as propostas de intervenções viárias na Via Expressa e no Anel Rodoviário de Belo Horizonte.

Pelo projeto, a Via Expressa, sentido Contagem, será ampliada e ganhará uma quarta faixa. Também seriam feitas adequações das interseções Anel Rodoviário / Via Expressa (Quadrantes Vitória/ES – Contagem e Belo Horizonte – Vitória). Próximo ao bairro Camargos, na região Oeste de Belo Horizonte, será erguida uma passarela sobre a Via Expressa ligando a Estação Eldorado do metrô à Esplanada da Arena MRV. De acordo com o clube, no total, serão investidos R$ 80 milhões para a realização das obras viárias.

Veja como ficariam a Via Expressa e o Anel Rodoviário com as intervenções propostas:

CENÁRIO ATUAL

Divulgação/Atlético

CENÁRIO COM AS INTERVENÇÕES

Divulgação/Atlético

De acordo com o Atlético, a projeção da receita mensal da Arena MRV nos primeiros anos é de R$ 4,2 milhões e a despesa mensal projetada é de R$ 1,6 milhão, gerando um ganho de R$ 2,6 milhões/mês ou R$ 31,2 milhões/ano.

A área do terreno é de 192 mil metros quadrados. Serão 2.600 vagas para estacionamento, 46 bares, 36 camarotes, área VIP para 3.600 pessoas, e 46 mil metros quadrados de esplanada para shows e eventos. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Campeonato Mineiro Coimbra x América

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Boliviano irá desembarcar em Belo Horizonte nesta terça-feira, às 11h30

    Acessar Link