Notícias

‘Coração arrebentado’, diz mãe de garoto que teve perna amputada após ser atingido por linha chilena

Por Redação, 24/07/2019 às 20:18
atualizado em: 24/07/2019 às 20:27

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Amanda Antunes/Itatiaia
Amanda Antunes/Itatiaia

O adolescente Gabriel Lucas Alves, de 15 anos, que teve a perna esquerda cortada por uma linha chilena, passou por uma cirurgia de amputação do membro nesta quarta-feira no Hospital Regional de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em entrevista coletiva, o cirurgião vascular Fernando de Assis afirmou que os médicos se emocionaram com o caso. “Por mais que a gente esteja há 20, 30 anos dando essas notícias, cada caso é um caso diferente. Ele [Gabriel] é apaixonado por futebol. A primeira coisa que ele falou é ‘nunca mais eu vou poder jogar bola’. A gente fica sensibilizado. Eu falei ‘com a prótese eu tenho certeza de que você vai jogar e vai me chamar para assistir seu jogo’”, disse o profissional de saúde.

Segundo o médico, a vítima chegou ao hospital com risco de morte devido ao sangramento intenso. A previsão é que o adolescente tenha alta em quatro dias.

A mãe de Gabriel, Regina Alves Rosa Nascimento, agradeceu à equipe do hospital e disse que, em um primeiro momento, foi difícil. “A gente foi orientado dessa possibilidade e de que eles faziam o máximo para manter o membro do Gabriel, mas eles se preocuparam primeiro em poupar a vida dele. A gente foi orientado dessa possibilidade [de amputação] e de que eles faziam o máximo para manter o membro do Gabriel, mas eles se preocuparam primeiro em poupar a vida dela”, contou ela, que cobrou conscientização de quem solta pipa.

O caso

No sábado (20), Gabriel voltava do treino de futebol e estava na calçada esperando para atravessar a rua quando foi gravemente ferido por uma linha chilena na altura dos joelhos. Conforme testemunhas, a linha estava no chão, enrolou na roda de um ônibus e atingiu o adolescente. O ferimento foi muito profundo, atingindo nervos, artérias e veias. Até esta quarta, o garoto já tinha sido submetido a duas outras cirurgias. A Polícia Civil investiga o caso e procura o motorista do ônibus e quem jogou a linha no chão.

O adolescente já atuou em alguns times da região e sonha em ser jogador profissional.

A linha

Coincidentemente, a Guarda Municipal de Betim desenvolve uma campanha contra o uso do cerol. Produzida de forma clandestina, a partir de uma mistura de óxido de alumínio e quartzo, a linha chilena é mais cortante e resistente do que a linha com o cerol caseiro. A comercialização destes produtos é proibida em Minas Gerais, conforme estabelece a Lei Estadual 14.349/02.  Mesmo assim, é vendido livremente em lojas e pela internet.‘Coração arrebentado’, diz mãe de garoto que teve perna amputada após ser atingido por linha chilena.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Campeonato Mineiro Coimbra x América

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Boliviano irá desembarcar em Belo Horizonte nesta terça-feira, às 11h30

    Acessar Link