Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

‘Coração arrebentado’, diz mãe de garoto que teve perna amputada após ser atingido por linha chilena

Por Redação, 24/07/2019 às 20:18
atualizado em: 24/07/2019 às 20:27

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Amanda Antunes/Itatiaia
Amanda Antunes/Itatiaia

O adolescente Gabriel Lucas Alves, de 15 anos, que teve a perna esquerda cortada por uma linha chilena, passou por uma cirurgia de amputação do membro nesta quarta-feira no Hospital Regional de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Em entrevista coletiva, o cirurgião vascular Fernando de Assis afirmou que os médicos se emocionaram com o caso. “Por mais que a gente esteja há 20, 30 anos dando essas notícias, cada caso é um caso diferente. Ele [Gabriel] é apaixonado por futebol. A primeira coisa que ele falou é ‘nunca mais eu vou poder jogar bola’. A gente fica sensibilizado. Eu falei ‘com a prótese eu tenho certeza de que você vai jogar e vai me chamar para assistir seu jogo’”, disse o profissional de saúde.

Segundo o médico, a vítima chegou ao hospital com risco de morte devido ao sangramento intenso. A previsão é que o adolescente tenha alta em quatro dias.

A mãe de Gabriel, Regina Alves Rosa Nascimento, agradeceu à equipe do hospital e disse que, em um primeiro momento, foi difícil. “A gente foi orientado dessa possibilidade e de que eles faziam o máximo para manter o membro do Gabriel, mas eles se preocuparam primeiro em poupar a vida dele. A gente foi orientado dessa possibilidade [de amputação] e de que eles faziam o máximo para manter o membro do Gabriel, mas eles se preocuparam primeiro em poupar a vida dela”, contou ela, que cobrou conscientização de quem solta pipa.

O caso

No sábado (20), Gabriel voltava do treino de futebol e estava na calçada esperando para atravessar a rua quando foi gravemente ferido por uma linha chilena na altura dos joelhos. Conforme testemunhas, a linha estava no chão, enrolou na roda de um ônibus e atingiu o adolescente. O ferimento foi muito profundo, atingindo nervos, artérias e veias. Até esta quarta, o garoto já tinha sido submetido a duas outras cirurgias. A Polícia Civil investiga o caso e procura o motorista do ônibus e quem jogou a linha no chão.

O adolescente já atuou em alguns times da região e sonha em ser jogador profissional.

A linha

Coincidentemente, a Guarda Municipal de Betim desenvolve uma campanha contra o uso do cerol. Produzida de forma clandestina, a partir de uma mistura de óxido de alumínio e quartzo, a linha chilena é mais cortante e resistente do que a linha com o cerol caseiro. A comercialização destes produtos é proibida em Minas Gerais, conforme estabelece a Lei Estadual 14.349/02.  Mesmo assim, é vendido livremente em lojas e pela internet.‘Coração arrebentado’, diz mãe de garoto que teve perna amputada após ser atingido por linha chilena.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link