Notícias

Cantora Iza fala sobre racismo e diz que nunca se paralisou diante do preconceito

Por Agência Estado , 06/12/2019 às 18:25
atualizado em: 08/12/2019 às 14:31

Texto:

Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Reprodução/ Redes Sociais

Iza já esteve em destaque na capa de muitas revistas para falar sobre diversidade, beleza e bem-estar. Dessa vez, a cantora de 29 anos comenta sobre racismo e identidade negra ao estrear na Glamour.

Ela conta que sofreu preconceito na adolescência. Na época, era a única estudante negra nas escolas particulares de classe média alta que frequentou. "Minha mãe me ensinou a não ficar calada. Por isso, nunca me paralisei diante do preconceito, mas sei que hoje a visibilidade me poupa de muitos insultos. As pessoas sabem que tenho uma voz potente e pensam muito antes de fazer qualquer coisa", afirma.

Ao dizer que está em um "momento íntimo de libertação", a cantora, que é jurada do The Voice Brasil desde julho, falou sobre como algumas cobranças dentro do movimento negro podem ser um tipo de "censura".

Recentemente, as fotos que ela publica de biquíni foram alvo de questionamento por parte de algumas mulheres. O público perguntou se essa exposição não reforçaria o estereótipo da mulher negra hipersexualizada.

"A preocupação de continuar propagando um estereótipo incômodo como esse é completamente coerente, e eu entendo que venha de um lugar de defesa. Ao mesmo tempo, estou vivendo um momento íntimo de libertação. Até que ponto essa cobrança não é censura? Já passamos da hora de pararmos de dizer o que a mulher negra deve fazer ou não", disse Iza.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link