Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Mais uma troca

08/09/2020 às 05:17

Após seis meses, Enderson Moreira não é mais treinador do Cruzeiro. E, agora, vários nomes são especulados para o lugar dele. Volto a fazer a pergunta que fiz há quase um ano aqui nesse espaço. Será que esta é a solução para os problemas técnicos da equipe celeste que disputa pela primeira vez na história a Série B?

Não só de resultados ruins vive o Cruzeiro, de tantas glórias. O futebol não é criativo, são várias as falhas da defesa, jogadores com baixo rendimento, inclusive físico e por aí vai. O torcedor sente falta de um líder em campo, de um jogador que chame a responsabilidade, que encare o adversário e 'incomode' a arbitragem, que diga que o time tem que ir pra cima ou que é hora de unir para segurar o resultado. 

Agora, sai o Enderson e quem chega? Nos bastidores é forte a possibilidade de que Ney Franco, que já trabalhou na base do Cruzeiro, seja a bola da vez no profissional. 

Em média, um treinador permanece seis meses em uma grande equipe do futebol brasileiro. Os motivos desse tempo curto são eliminações e resultados negativos. É uma verdadeira dança das cadeiras. 

Não há como manter um trabalho sem a sequência de planejamento e projetos. No caso do Enderson Moreira, apesar do pouco tempo, faltou também planejamento, objetivos, alguma evolução em campo. Aí não tem jeito nem tempo que resolvam. 

A mudança no comando é para dar satisfação, principalmente para o torcedor. Os comandados precisam e devem tomar atitudes para que o "milagre" aconteça. A responsabilidade de uma equipe é de cada um dos componentes que se agrupam para uma vitória coletiva. Não se joga futebol sozinho. Mesmo para quem é o dono da bola. 

Continuo não sendo a favor das mudanças rotineiras de técnico porque o time perdeu uma sequência de jogos. O profissional chega, a equipe "milagrosamente" consegue o que com o antecessor não conseguia. Ele vira o salvador da pátria. E logo em seguida perde outra sequência de jogos e já não é mais o querido do clube. Troca-se como se muda uma peça de roupa. Não deveria ser assim. Imagine você no seu emprego com um chefe a cada 4 meses... Difícil, né?

Em quem você aposta? Se for mesmo Ney Franco, só me resta desejar muito boa sorte!

Números de Enderson na Série B

Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense 
Cruzeiro 1 x 1 Confiança 
Cruzeiro 1 x 2 América
Cruzeiro 0 x 1 Brasil de Pelotas 
Cruzeiro 1 x 1 CRB

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link