Notícias

América e torcida organizada repudiam injúria racial contra jogador no Independência

Por Redação, 23/01/2020 às 17:01
atualizado em: 23/01/2020 às 20:48

Texto:

Foto: Mourão Panda/América
Mourão Panda/América

O América e a torcida organizada Seita Verde criticaram nesta quinta-feira um ato de injúria racial cometido por um torcedor do Coelho contra o zagueiro Eduardo Bauermann, do próprio time, no jogo dessa quarta (22), contra a Caldense, no estádio Independência, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro.

O crime ocorreu após a equipe americana levar o gol da virada, de 2 a 1. Segundo o vice-presidente da organizada, Lucas Barcelete, um torcedor agrediu verbalmente o jogador com palavras racistas.

Ouça a reportagem completa de Emerson Romano

Em nota, o clube afirmou ter tomado conhecimento do crime pelas redes sociais. “O América manifesta seu total repúdio a qualquer ato de discriminação racial, seja dentro ou fora do futebol. Qualquer indivíduo que tenha esse tipo de atitude não representa o América FC e sua torcida.”

“Aproveitamos para parabenizar os verdadeiros torcedores americanos que, no momento dos insultos racistas, não foram omissos e se manifestaram contra a atitude do agressor. A luta por uma sociedade diversa, igual e respeitosa é de todos nós. Em nossa casa, o racismo não passará!”, completou o Coelho.

De acordo com Bacelete, a torcida organizada expulsou o torcedor do próprio quadro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link