Notícias

Nomeação de Regina Duarte para secretaria deve ser feita após viagem de Bolsonaro à Índia

Por Agência Brasil, 23/01/2020 às 14:06
atualizado em: 23/01/2020 às 16:16

Texto:

Foto: Carolina Antunes
Carolina Antunes

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que a nomeação da atriz Regina Duarte para a Secretaria Especial de Cultura deve ser acertada após a viagem dele à Índia. O presidente embarcou pela manhã para o país asiático, e a previsão é de que retorne ao Brasil na terça-feira (28).

A artista foi convidada pelo presidente para assumir o cargo de secretária especial da Cultura após a exoneração do dramaturgo Roberto Alvim na semana passada. A atriz declarou que está “noivando” com o governo, mas ainda não confirmou se aceitará o convite. Segundo a assessoria da Presidência, a possibilidade dela assumir o cargo ainda é debatida.

"Talvez na volta a gente acerte. Ela merece, realmente, quase que uma festa por ocasião da assinatura da posse. Deve ser na volta. É uma pessoa muito especial", afirmou Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada nesta manhã.

Nessa quarta-feira (22), Bolsonaro recebeu Regina para um almoço no Palácio do Planalto. Ela também se reuniu com os ministros Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) e visitou a sede da Secretaria Especial de Cultura, na Esplanada dos Ministérios.

A secretaria informou que a atriz continua em Brasília e que participará durante toda a quinta-feira de reuniões para ampliar o entendimento sobre a pasta. Entretanto, a agenda detalhada não será divulgada e ela não concederá entrevista.

"Está indo bem, ela está perfeitamente adaptada, parece que está no governo há um tempão, cheia de vontade. Tenho conversado com ela, dando dicas como deve formar o perfil do seu secretariado. Acho que esse casamento vai dar o que falar, mas não é agora, não", disse Bolsonaro.

Viagem à Índia

Bolsonaro deve chegar ao país asiático nesta sexta-feira (24), sem compromissos oficiais previstos no dia do desembarque. No sábado (25) e no domingo (26), ele cumpre agenda com protocolo de visita de Estado, que inclui reuniões com o presidente indiano, Ram Nath Kovind, e o primeiro-ministro e chefe de governo do país, Narendra Modi. Nesse domingo (26), Bolsonaro participará das comemorações do Dia da República da Índia.

Na próxima segunda-feira (27), também em Nova Delhi, Bolsonaro participará de café da manhã com empresários indianos para apresentar oportunidades de negócios no Brasil, ?com foco em investimentos em infraestrutura.

A comitiva é formada pelos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Teresa Cristina (Agricultura), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o secretário da Pesca, Jorge Seif, o senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (Sem Partido-SP) e o deputado federal Filipe Barros (Sem Partido-PR).

Apesar de o governo trabalhar nesse sentido, Bolsonaro não deve anunciar durante a viagem a isenção de visto de entrada para turistas indianos. Segundo o governo, ainda estão em andamento estudos que permitam viabilizar a medida.

No ano passado, o Brasil isentou de visto de entrada os turistas de Japão, da Austrália, do Canadá e Estados Unidos. A medida foi tomada sem que houvesse reciprocidade.  

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link